Confira o boletim desta semana

Mais convênios: Sindsemp firma parceria com Faculdade Unyleya. Descontos chegam a 58%

FENAMP: Encontro Nacional debate processos de precarização do trabalho e definição sobre ações judiciais da ANSEMP

Política: Após 3 meses nos EUA, o que Bolsonaro vai encontrar ao chegar ao Brasil

Saúde: OMS muda recomendação sobre dose de reforço da vacina contra covid

Cultura: Tardezinha Cultural em São Luís faz homenagem a mulheres nesta sexta-feira

——

Olá, servidor! A gente começa o boletim de hoje com notícia boa para os servidores associados ao Sindsemp-MA. Firmamos um novo convênio com a Faculdade Unyleya, uma das mais renomadas instituições de ensino a distância do país, com cursos de graduação e pós-graduação em diversas áreas. 

O convênio irá oferecer descontos de até 58% em cursos de graduação e pós-graduação para os sindicalizados.

Como ter acesso ao desconto

Acesse o site www.unyleya.edu.br/sindsempma e use o cupom de desconto CONVENIO-SINDSEMPMA.

Quer saber mais? Acesse nosso site e confira todas as informações. Você pode conferir a matéria na página inicial do nosso site ou na aba benefícios – Unyleya. 

——

O Encontro Nacional dos Servidores se encerrou ontem, dia 28 de março, em Brasília. O Encontro Nacional dos Servidores do MP de 2023 foi marcado por importantes debates sobre a conjuntura política do mundo do trabalho e as mudanças nos processos laborais, além da realização da Assembleia Geral da ANSEMP, com a apresentação do relatório de atividades, prestação de contas e discussão sobre as ações judiciais da entidade.

Nas mesas de debate, tivemos a presença e participação da deputada federal Erika Kokay e do dirigente da CSP-Conlutas Paulo Barela para discutir a conjuntura política e o mundo do trabalho num cenário de governo de coalizão.  O Encontro também trouxe palestra sobre o teletrabalho e a precarização do trabalho no Ministério Público.

Você pode conferir tudo que foi discutido durante o Encontro no site e redes sociais da FENAMP. Acesse: www.fenamp.org.br

——

Agora, falando de saúde, a  OMS considera que adultos saudáveis não precisam de uma dose adicional da vacina contra covid-19, além da vacinação primária e um primeiro reforço porque os benefícios “são mínimos”.

Para este grupo de pessoas com menos de 60 anos de risco médio, assim como crianças e adolescentes de seis meses a 17 anos com comorbidades, não há risco de receber doses adicionais, mas os “benefícios para a saúde são reduzidos”, afirmaram os especialistas em vacinas da OMS.

Ao mesmo tempo, idosos, adultos com outras patologias, imunossuprimidos, grávidas e profissionais de saúde da linha da frente são aconselhados a receber uma dose de reforço após a vacinação inicial e o primeiro reforço.

—–

O ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) deve retornar amanhã (30) ao Brasil, após três meses nos EUA. Ao desembarcar em Brasília, o capitão reformado irá encontrar um cenário com muitas implicações políticas, julgamentos no TSE (Tribunal Superior Eleitoral) que podem levar à sua cassação e até investigações que podem atingi-lo, como no caso das joias e dos atos golpistas de 8 de janeiro.

O que está em jogo no caso das joias

  • A entrada de joias da Arábia Saudita no país implica o ex-presidente. O caso está sendo investigado pela Polícia Federal, pelo Ministério Público Federal e pelo Senado.
  • Bolsonaro pode ser convidado a depor para relatar os detalhes de sua versão da história.
  • Bolsonaro  também é formalmente investigado no inquérito do STF (Supremo Tribunal Federal) que apura os responsáveis pelos eventos do dia 8 de janeiro, quando foi destruída parte dos prédios da praça dos Três Poderes.
  • Para além dos inquéritos criminais, Bolsonaro está na mira do TSE em uma ação que pode torná-lo inelegível.
  • Autor da ação, o PDT acusa Bolsonaro de uso indevido dos meios de comunicação e abuso de poder político e pede a inelegibilidade do ex-presidente por oito anos.
  • O partido está buscando acelerar o processo para garantir a condenação de Bolsonaro ainda neste semestre.
  • ——
  • E nossa dica cultural desta semana é o projeto Tardezinha Cultural, que vai celebrar as mulheres neste mês de março. Será na próxima sexta-feira (31), às 16h, no Forte Santo Antônio, na Ponta d’Areia.
  • A edição vai contar com as atrações: Rosa Reis, Isabelle Passinho e a comédia de costumes Pão com Ovo. A ação é do Governo do Estado, realizada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secma). 
  • A Tardezinha Cultural se propõe a celebrar datas importantes para o público. De acordo com a coordenação, a ideia é que seja um projeto fixo, e siga uma agenda de datas comemorativas. 
  • O evento promete uma tarde de alegria e descontração, mas também de geração de renda. Haverá estandes de artesanato e carrinhos do programa Mais Renda.

Verifique também

Convocação – Conselho Fiscal

Conselheiros fiscais, atenção para a convocação! 📌 O Conselho Fiscal do Sindicato dos Servidores do …

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.