COVID-19: Sindsemp-Ma solicita inclusão das unidades de São Luís no trabalho remoto

O ofício encaminhado à PGJ levou em consideração o aumento expressivo de casos graves de COVID-19 em São Luís.

Nas últimas semanas, o número de internações por COVID-19, em São Luís, subiu consideravelmente. Segundo o último boletim epidemiológico emitido pela Secretaria de Estado de Saúde do Maranhão a respeito da proliferação do vírus na capital, a ocupação de leitos de UTI atingiu o patamar de 87,39% na Grande Ilha.

Da Grande Ilha, no entanto, apenas São Luís não está em teletrabalho, o que deixa os servidores lotados nas unidades ministeriais da capital mais vulneráveis e expostos à contaminação por COVID.

Teletrabalho

Considerando estes e outros desafios, o Sindsemp-Ma solicitou à Procuradoria Geral de Justiça, nessa última quinta-feira (5), a inclusão de todas as unidades ministeriais de São Luís no teletrabalho, que já contempla unidades de outras localidades.

No ofício encaminhado à PGJ, o Sindsemp-Ma considerou os argumentos elencados na Ação Civil Pública Cível Nº 0803651-19.2021.8.10.0001, ajuizada pela Defensoria Pública do Estado do Maranhão. A ACP destacou que o índice de contágio na Grande Ilha aumentou consideravelmente, chegando ao índice 2,12.

O Sindsemp-Ma argumentou ainda que o teletrabalho traz mais segurança aos servidores, em face da pandemia, além da redução de custos para a instituição.

Sindsemp-Ma com você

Para continuar acompanhando as ações do Sindsemp, siga o perfil do sindicato nas redes e fique por dentro de cada direito conquistado para você.

Verifique também

Eleição para PGJ do MPMA se aproxima sem compromisso dos candidatos para com os servidores

Com a aproximação da eleição para o cargo de Procurador-Geral de Justiça (PGJ) do Ministério …

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.