Plenária Regional de Servidores do MP da Região Tocantina

CONVITE

Evento: Plenária Regional de Servidores do MP da Região Tocantina

Data: 26 de janeiro- sábado

Hora: 09:30hs

Local: UEMA – Campus de Imperatriz

Presença do presidente do SINDSEMP, Valdeny Barros, e do Secretario Geral, Paulo Arrais.

Pauta:

Informes;

Revisão do Plano de Cargos; e

Organização do SINDSEMP.

Vamos tomar posição sobre:

1 – Quais os pontos devem ser alterados no atual plano de cargos?

2 – Qual o tratamento devemos dar ao quantitativo de requisitados presentes no MPMA?

3- Qual o tratamento devemos dar aos cargos exclusivamente comissionados e sua quantidade?

4–  Qual a proposta de valorização do cargos de executor de mandados? É exigir nível superior para o cargo? É  Renomear o cargo de Técnico em Execução de Mandados para Oficial de Promotoria?

5 – Qual deve ser o valor/percentual da gratificação de risco de vida? Ou ela deve ser incorporada, extinguindo-a?

6 – Deve se criar o adicional de qualificação e quais seriam os critérios?

7 – Deve se criar uma Comissão de Prevenção de Acidentes?

8– Como devemos regulamentar serviços eleitorais realizados pelos servidores?

9 – Quais indenizações manter ou criar?

10 – Quais vantagens devemos manter ou criar?

11 – Qual o vencimento-base?

12 – Como regulamentar o combate ao assédio moral?

13 – Devemos manter as atuais regras do acumulo de cargo efetivo com cargo em comissão (art. 11-B)?

14 – Quais devem ser os percentuais pra insalubridade e periculosidade?

15 –  E quais outras mudanças proporemos ?

16 – Como devemos negociar? Qual nossa margem de flexibilidade depois de aprovarmos nossas propostas em assembléia?

17 – Quais servidores/servidoras devemos indicar para a comissão de revisão? E com qual atribuições, poderes e prerrogativas?

Participe, faça suas sugestões e seja parte ativa das mudanças!

A Diretoria do SINDSEMP-MA

Verifique também

Eleição para PGJ do MPMA se aproxima sem compromisso dos candidatos para com os servidores

Com a aproximação da eleição para o cargo de Procurador-Geral de Justiça (PGJ) do Ministério …

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.