Sindsemp/MA diz NÃO às Reformas Trabalhista e Previdenciária

No dia 28 de abril, o Sindsemp/MA une forças a todas as categorias de trabalhadores do país em protesto contra as Reformas Trabalhista e Previdenciária propostas pelo Governo Federal, que retiram direitos e precarizam o serviço público.

O objetivo é mobilizar os trabalhadores e paralisar atividades na próxima sexta-feira, ocupando as ruas em manifestação contra as reformas da morte. Em São Luís, haverá protestos no Itaqui-Bacanga, em frente à Universidade Federal do Maranhão, a partir das 4h; na Praça Dom Pedro II, em frente ao Sindicato dos Comerciários, às 6h com caminhada pela Rua Grande; e no Km 0 da Br-135, no retorno do Aeroporto Marechal Cunha Machado, a partir das 6h.

Outras cidades com mobilizações:

Imperatriz – Praça Brasil, às 8h

Bacabal – Praça Catulo da Paixão Cearense, às 7h

Chapadinha – Praça do Povo, às 8h

São Bernardo – Praça da Prefeitura, às 8h

A Diretoria do Sindsemp/MA participará das mobilizações em Natal, junto à Fenamp e entidades representantes dos servidores dos MP’s de todo o país. O Sindicato solicitou à PGJ a suspensão das atividades do MP/MA ou abono de faltas durante o dia 28 para que os servidores possam participar dos atos por meio do ofício n° 18/2017

Informe-se sobre os atos unificados em sua cidade e vamos dizer não ao ataque aos nossos direitos de trabalhadores.

Os que não puderem paralisar atividades podem protestar evitando fazer qualquer tipo de compra no dia 28 de abril. Também é possível participar dos atos fazendo doação de sangue, que garante ao trabalhador o abono de 1 dia de trabalho a cada 12 meses.

O Sindsemp/MA também receberá fotos dos protestos pelo Maranhão. Envie imagens das mobilizações em sua cidade para o email [email protected].

Verifique também

Eleição para PGJ do MPMA se aproxima sem compromisso dos candidatos para com os servidores

Com a aproximação da eleição para o cargo de Procurador-Geral de Justiça (PGJ) do Ministério …

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.