Sindsemp/MA protesta contra o PLP 257 em Brasília

IMG-20160802-WA0001[1]
Presidente do Sindsemp/MA, Vânia Leal, e representantes da Fenamp acompanham a votação do projeto. (Fotos: Sindsemp/MA)

O Sindsemp/MA acompanha, nesta terça-feira (02), a votação do PLP 257/2016, em Brasília. A presidente Vânia Leal, juntamente com a Federação Nacional dos Servidores dos Ministérios Públicos Estaduais (Fenamp), protesta contra o pacote de medidas, que causará danos ao serviço público e aos servidores, caso seja aprovado.

A comitiva da Fenamp é formada por representantes sindicais dos estados do Maranhão, São Paulo, Paraná, Bahia, Rio Grande do Sul e Alagoas. Representantes da Defensoria Pública do Tocantins e da Federação Nacional dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União (Fenajufe) também estão presentes na votação.IMG-20160801-WA0004

Protesto – Entidades sindicais de todo o país estão reunidas em Brasília desde ontem (1º), data para a qual estava prevista a apreciação da pauta. Em protesto no Aeroporto Internacional de Brasília, os manifestantes buscaram chamar a atenção dos deputados federais em desembarque para a votação do projeto.

O protesto tem como objetivo a derrubada do projeto que, se aprovado, causará impactos negativos no serviço público, tais como suspensão de concursos, demissões e arrocho salarial.

Após o ato realizado no aeroporto, os manifestantes seguiram para o plenário 2 da Câmara dos Deputados, para participar de debate sobre o pacote de medidas, expondo os prejuízos que este acarretará às instituições públicas. O momento contou com a presença da fundadora do movimento “Auditoria Cidadã da Dívida”, Maria Lúcia Fatorelli, auditora aposentada da Receita Federal.

IMG-20160801-WA0001
A Fenamp esteve presente na manifestação realizada em Brasília contra o PLP 257.

Verifique também

Nota de esclarecimento da empresa responsável pelo pagamento dos trabalhadores terceirizados do MPMA

Nota de esclarecimento – Nacional Serviços Integrados NOTA-ATRASO-SALARIO-PGJ-1Baixar

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.