ANSEMP propõe PCA por falta de quadro específico de servidores para Ministério Público Eleitoral

A Associação Nacional dos Servidores do Ministério Público (ANSEMP) propôs Procedimento de Controle Administrativo (PCA) perante o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) versando acerca do exercício de atribuições eleitorais.

Sustenta a entidade que, “ao contrário da Justiça Eleitoral, o Ministério Público Eleitoral (MPE) não dispõe de quadro próprio de servidores”, o que faz com que o mesmo “se utilize dos quadros de servidores do Ministério Público dos estados ou mesmo dos quadros do Ministério Público Federal (MPF)”.

Como não há lei que determine que servidores estaduais cumpram atividades eleitorais, de natureza eminentemente federais, tampouco existe contraprestação pelos serviços realizados, a ANSEMP sustenta que há na situação flagrante ilegalidade a causar enriquecimento sem causa da Administração Pública, que efetivamente aufere vantagens do trabalho dos servidores sem lhe oferecer a devida contrapartida.

Destaca a ANSEMP que todos os Promotores de Justiça e Procuradores da República, assim como Magistrados de todos os juízos e tribunais, recebem contraprestação remuneratória por atividades eleitorais, não havendo como ser dispensado tratamento diverso aos Servidores estaduais e federais que venham a desempenhar funções eleitorais.

 

Fonte: Ansemp

Verifique também

Eleição para PGJ do MPMA se aproxima sem compromisso dos candidatos para com os servidores

Com a aproximação da eleição para o cargo de Procurador-Geral de Justiça (PGJ) do Ministério …

um comentário

  1. Não que as dez últimas notícias não sejam sem importância, mas o que me traz certa insatisfação é o sindicato até o presente momento não ter se posicionado sobre a reposição inflacionária, isso sim é desconsiderar um assunto de relevante importância para muitos dos sindicalizados, já que trata-se, a meu ver, de um direito constitucional inafastável, pois reequilibra a força do salário do trabalhador frente aos descasos dos governantes com a política econômica.

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.